Jovem que morreu após passar mal em academia fazia uso de anabolizantes

Os pais da jovem Jéssica Avelino Morais, de 25 anos, que morreu após passar mal enquanto treinava em uma academia de Salvador, disseram que a filha fazia uso de anabolizantes para ganhar massa muscular mais rapidamente e que, antes de morrer, pediu desculpas a eles pela utilização das substâncias.

Ainda não há, no entanto, informações sobre as causas da morte da jovem e nem se há relação com o uso dos anabolizantes.

A mãe da jovem, Valdinete Avelino, em entrevista a TV Bahia, conta que Jéssica era muito vaidosa e que malhava já há um bom tempo. Sempre ia para a academia depois que chegava do trabalho. “Malhava muito, muito mesmo. Ela corria muito na esteira”, contou.

A mãe disse que a filha, no entanto, queria acelerar os resultados da academia e que, por isso, começou a tomar os medicamentos por conta própria, sem passar por um médico. Valdinete ainda afirmou que, inicialmente, a filha tomava as substâncias escondido, sem que ninguém soubesse, mas que depois ela acabou descobrindo. A mãe diz que pediu que ela parasse de toma os medicamentos, mas ela não atendeu.

“Ele comprava e aparecia aqui com os remédios e eu dizia para não tomar para que o coração não fosse afetado. Teve um dia até que ela tomou e ficou em surto. Ficou ruim mesmo, parecia que ia morrer. A única coisa que ela dizia era: ‘oxente, mãe, não morre não'”, disse Valdinete.

Jéssica realizava exercícios na academia On Shape, que fica no bairro de Tancredo Neves, na noite de terça-feira (27), quando começou a passar mal. Ela ainda chegou a ser levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro, mas não resistiu.

Fonte: Bahia No Ar! (Blogue)

Comentários