Humberto Martins vai substituir José Mayer em novela após acusação de assédio

Humberto Martins foi escolhido para substituir José Mayer na novela O Sétimo Guardião, de Aguinaldo Silva. Segundo a coluna Gente Boa, do jornal O Globo,  o autor não queria retirar o nome de Mayer do elenco, mas foi voto vencido na emissora após a acusação de assédio envolvendo o ator e a figurinista Su Tonani.

O diretor geral da TV Globo Carlos Henrique Schroder anunciou a retirada de José Mayer do elenco: “A Globo decidiu não escalar José Mayer para a próxima novela das nove de Aguinaldo Silva, prevista para ir ao ar em 2018”. “Essa é uma atitude isenta e responsável da Globo de não dar visibilidade a uma das partes envolvidas numa questão que é visceralmente contra tudo que a Globo acredita. E não é uma atitude isolada. A atitude da Globo será sempre essa. A de defender que casos como esse devem ser apurados, ouvindo e oferecendo todo apoio às duas partes, dando possibilidade para que a verdade aflore e criando condições para que não se repitam”, disse ainda o diretor.

LEIA TAMBÉM: “Eu não fui amante de José Mayer”, afirma a figurinista Su Tonani, em carta

Em um texto, Su Tonani contou que havia sofrido assédio sexual de José Mayer. A repercussão foi tanta, que um grupo de atrizes e funcionárias da Globo criaram uma campanha e protestaram na emissora. Apesar de, inicialmente, negar o caso, Mayer escreveu uma nota em que se retratava pelas suas atitudes.

Su ainda precisou lidar com boatos de que ela teria um caso com o ator. “Eu fui vítima de assédio sexual. E agora estou sendo vítima novamente. Das especulações que colocam dúvidas sobre a minha dor. E me fazem revivê-la”, disse em outro texto. “O silêncio. É o que eu quero. Não o silenciamento coercitivo. O silêncio que eu escolho. A minha vida de volta. (…). A minha história é a história de uma mulher jovem que não aceitou o assédio de um homem com mais poder que ela. Neste caso, o ator rico e famoso. O Brasil não está acostumado a lidar com este tipo de história. Eu sei. Homens descobriram que o mundo mudou. Falamos de assédio em espaços de poder antes impermeáveis a este debate. Me orgulho de ter contribuído como pude para isso”, finalizou Su após sua decisão de não denunciar Mayer.

Fonte: NE10

Comentários