Natalie Portman diz que ator ganhou três vezes mais que ela em filme

Natalie Portman tem personalidade suficiente para não esconder suas opiniões. Capa da edição de fevereiro da "Marie Claire" britânica, a atriz fez coro à atrizes como Meryl Streep e Viola Davis e se posicionou contra a desigualdade de gênero na indústria do entretenimento.

"Não acho que mulheres e homens são mais ou menos capazes, temos apenas um problema claro com as mulheres que é a falta de oportunidades. Precisamos ser parte da solução, não perpetuar o problema", declarou.

Para justificar sua frustração, ela deu como exemplo sua atuação no filme "Sexo sem Compromisso", de 2011, no qual contracenou com Ashton Kutcher. Segundo ela, o ator recebeu um salário três vezes maior que o dela pelo papel. "Eu sabia e topei porque existe uma questão de 'cotas' em Hollywood. Sua cota é o máximo que você já recebeu por um trabalho. A dele era três vezes maior que a minha, então eles disseram que ele deveria ser pago três vezes mais", explicou.

Quando questionada se a diferença a perturba, a atriz afirmou: "Não fiquei tão chateada quanto deveria ter ficado. Digo, nós somos muito bem pagos, então é difícil reclamar, mas a disparidade é louca", questionou. "Comparado aos homens, na maioria das profissões, as mulheres ganham 80 centavos para cada dólar ganho pela parcela masculina. Em Hollywood, nós ganhamos 30 centavos para cada dólar", exemplificou.

Aos 35 anos e grávida de seu segundo filho - o primeiro, Aleph, tem 5 anos - ela vai estrear nos cinemas no papel de Jacqueline Kennedy, viúva do ex-presidente dos Estados Unidos, John F. Kennedy, no filme "Jackie". "Jackie era realmente divertida e realmente impertinente. Isso foi interessante para mim", disse.

Fonte: Globo.com

Comentários