William Bonner, em ato falho, chama Michel Temer de ex-presidente

O Jornal Nacional começou intenso nesta quarta-feira e levou William Bonner a cometer um ato falho. Antes de falar “presidente Michel Temer”, o apresentador soltou um sonoro “ex”.  Ao perceber o erro, Bonner fez uma  pausa e retomou a frase sem pedir desculpas.

O tropeço aconteceu enquanto ele narrava detalhes sobre a notícia divulgada pelo jornal O Globo de que o dono da JBS Joesley Batista gravou um áudio em que o Michel Temer aparece dando aval para o pagamento de uma mesada ao ex-deputado Eduardo Cunha.

Logo após a falha de Bonner, o Jornal Nacional passou por outra saia justa. Enquanto Zileide Silva falava, direto de Brasília, sobre o caso, uma manifestante segurava uma placa ao fundo, onde estava escrito: “Eu votei na Dilma”. O câmera tentou de várias maneiras fechar o foco para cortar o cartaz da imagem, mas não conseguiu.

Revelação bombástica – Segundo a reportagem do O Globo, Temer teria indicado na frente de Joesley o deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) para solucionar um assunto da J&F (holding que controla a JBS), cujo conteúdo não foi revelado. Depois, Rocha Loures teria sido filmado recebendo uma mala com 500.000 reais enviada por Joesley.

Ainda de acordo com o jornal, o empresário teria afirmado a Temer que estava pagando uma mesada a Eduardo Cunha e ao operador Lúcio Funaro para que eles ficassem calados. Os dois estão presos — Cunha pela Operação Lava Jato; e Funaro pela Operação Sépsis. Diante dessa afirmação, Temer teria dito: “Tem que manter isso, viu?”.

Fonte: VEJA.com

Comentários