Flamengo x Botafogo: times equilibrados e estratégias diferentes

Dois promissores técnicos do futebol brasileiro se encontram mais uma vez numa prévia do que pode vir pela Libertadores

A dupla carioca de melhor campanha no Brasileirão 2016 e que luta em busca do título da Copa Libertadores da América estarão frente a frente neste domingo(23), medindo forças na semifinal do Campeonato Carioca. O duelo, além de proporcionar o encontro de dois promissores técnicos do futebol brasileiro, pode ser um importante teste para os dois clubes que estão encaminhando as suas classificações para o mata-mata da maior competição de clubes da América do Sul.

Com a melhor campanha, o Flamengo carrega a vantagem do empate e o fato de ter ficado a semana inteira livre para trabalhar. Já o Botafogo, teve um importante encontro com o Barcelona de Guayaquil, neste quinta-feira(20) e chegará mais desgastado para o jogo.

Mas fatores extracampo a parte, avaliamos aqui o time de cada clube para saber quem realmente terá vantagem não só nessa partida mas como também no resto da temporada.

No gol, Gatito Fernandéz que teve um início complicado, conseguiu se firmar e ganhou a confiança dos botafoguenses. No lado Rubro-Negro, Alex Muralha alcançou a Seleção Brasileira na última temporada mas começa a ser contestado pelos torcedores pela deficiência demonstrada nas cobranças de pênaltis.

Na lateral, o Flamengo leva vantagem, tanto os titulares quanto os reservas atravessam um bom momento e são uma poderosa arma de Zé Ricardo, principalmente agora que Diego ficará de fora por algumas semanas. O lado esquerdo se tornou um forte ponto ofensivo do time Rubro-Negro.

Na zaga há um equilíbrio interessante, enquanto o argentino Carli se firmou como xerifão da zaga alvinegra, Donatti ainda busca se firmar como titular. Do outro lado, o xerife é Réver enquanto Emerson Santos luta para recuperar a confiança dos torcedores do Botafogo.

A "volância" é mais um setor de equilíbrio entre os dois times, Willian Arão e Márcio Araújo fazem duelo interessante com Bruno Silva e Rodrigo Lindoso. Apesar disso, a dupla Rubro-Negra sai mais para o ataque do que a dupla Alvinegra.

Do meio para frente o equilíbrio continua, se Camilo hoje é superior a Mancuello, Paolo Guerrero é mais atacante do que Roger, por exemplo, enquanto Rodrigo Pimpão vive melhor momento que Gabriel e Trauco em melhor fase que João Paulo.

Como podemos observar, o momento a dupla é de equilíbrio, é difícil apostar um placar elástico para qualquer um dos dois times. Há também um duelo de formas de jogar. O Botafogo de Jair, além da entrega em campo, é um time que se defende bem e busca sair com velocidade no ataque. Zé Ricardo prefere a posse de bola e as jogadas mais trabalhadas, talvez pelo próprio estilo dos elencos.

As duas equipes se enfrentam neste domingo(23), às 16h00, no Maracanã. A partida é válida pela semifinal do Campeonato Carioca, quem passar no duelo enfrentará o vencedor da partida entre Fluminense e Vasco que acontecerá neste sábado.

Fonte: Goal.com

Comentários