Encontro do Programa Equoterapia do SENAR Goiás será realizado nos dias 29 e 30

O município de Catalão vai sediar nos dias 29 e 30 de junho o Encontro Regional do Programa Equoterapia. Realizado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural em Goiás (SENAR Goiás) e a Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (FAEG), em parceria com os Sindicatos Rurais municipais, o encontro tem o objetivo de proporcionar maior integração das equipes dos centros, além de abordar temáticas que zelem pelo bem-estar e manejo adequado do cavalo para equoterapia e evidenciar a importância do papel do equitador no desenvolvimento das atividades do Centro. Em Catalão, o encontro ocorrerá no Haras 3N, e reunirá público de Catalão, Campo Alegre, Cristalina, Goiatuba, Ipameri, Morrinhos, Piracanjuba e Urutaí.

Segundo a coordenadora do Programa Equoterapia do SENAR Goiás, Pollyana Ferreira, os Encontros Regionais do Programa Equoterapia ocorrem neste mês de junho em quatro municípios, localizados de maneira estratégica para execução dos mesmos. “O evento terá a participação de mais de 30 municípios do Estado de Goiás, sendo esperado o total de 200 participantes. Vão ser oferecidas vagas para os integrantes das equipes de atendimento dos centros que recebem apoio do programa. Cada edição terá carga horária de 16 horas, no qual serão inseridas palestras e atividades práticas”, destaca. Ela enfatiza ainda que a realização dos encontros permitirá às equipes multidisciplinares cumprir o intuito do Programa Equoterapia, que é realizar formação inicial e continuada e, assim, favorecer para os resultados dos atendimentos efetuados nos centros e de cada praticante.

Sede do encontro: Haras 3N – GO 330, sentido Catalão – Ipameri, KM 10, Catalão (GO)

Com o programa, o Senar Goiás busca apoiar os Sindicatos Rurais rumo à realização de ações de responsabilidade social por meio da implantação de Centros de Equoterapia, contribuindo para a aceleração da reabilitação de pessoas deficientes e/ou com necessidades especiais diversas, tais como: paralisia cerebral, acidente vascular cerebral (derrame), lesões medulares, síndromes, TEA (Transtorno do Espectro Autista), psicoses, transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH), deficiência visual, deficiência auditiva, fobias, estresse, dependência química, entre outros (ANDE, 2013). Para tanto, as articulações de parcerias locais são essenciais, destacando-se prefeituras municipais, Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais – APAE, Escolas Pestalozzi, universidades e centros de reabilitação e empresas em geral.

O objetivo do programa é promover, em parceria com a Associação Nacional de Equoterapia (Ande-Brasil), a qualificação da equipe multidisciplinar para atendimento equoterápico interdisciplinar a pessoas, especialmente do meio rural, que sejam deficientes e/ou com necessidades especiais utilizando o cavalo como ferramenta facilitadora. O Senar Goiás incentiva e promove a capacitação de recursos humanos para atendimento equoterápico e norteia, junto a Ande-Brasil, as diretrizes e preceitos do método Equoterapia em todo estado de Goiás, nos mais rígidos padrões de ética, como previsto em sua missão.

Fonte: CenárioMT

Comentários