Polícia pede prisão de 5 suspeitos de assalto com morte de PM em joalheria

Notícias da sua região rio grande do norte cruzeiro do sul e região ji paraná e região central cacoal e zona da mata rio de janeiro rio de janeiro rio de janeiro e região são paulo e região são carlos e araraquara vale do paraíba e região rio grande do sul

Polícia pede prisão de 5 suspeitos de assalto com morte de PM em joalheria Policial foi morto depois de reagir e um casal também ficou ferido. Segundo investigadores, chefe do tráfico da Mangueira comandou a ação e está foragido. Por Henrique Coelho, G1 Rio Polícia identifica cinco pessoas que participaram de assalto à joalheria na Tijuca A Divisão de Homicídios da Capital identificou e pediu a prisão temporária de cinco pessoas envolvidas no assalto à joalheria Montecarlo, no Tijuca Off Shopping, na Zona Norte do Rio. No crime, ocorrido no dia 4 de janeiro, um policial foi morto depois de reagir ao assalto e um casal também ficou ferido no tiroteio. A polícia divulgou nesta quarta-feira (11) imagens de quatro identificados – um deles é menor de idade e, por isso, não teve a identidade revelada. Suspeitos de assaltar a joalheria foragidos (a partir da esquerda): Reinaldo Santos de Sena, o Dedé; Brendon Rodrigues dos Santos, o Rato; e João Victor Rodrigues Pereira, o Semente (Foto: Divulgação/Polícia Civil) Um dos suspeitos, Rhuan de Mello Queiroz, foi preso no sábado (7), na Mangueira, Zona Norte do Rio, por policiais da UPP da região. Na ocasião, a mãe do jovem de 18 anos tentou subornar os policiais da UPP é também foi presa. Rhuan de Mello Queiroz foi encontrado na comunidade da Mangueira (Foto: Divulgação/ Polícia Militar) Segundo o delegado Brenno Carnevale, que comandou as investigações, o chefe do tráfico da Mangueira, Reinaldo de Senna, conhecido como Dedé, de 33 anos, comandou a ação dos criminosos e está foragido. Além dele, de Rhuan e do menor, a polícia busca João Victor Rodrigues Pereira, vulgo Semente, de 21 anos; e Brendon Rodrigues dos Santos, vulgo Rato, de 18 anos. "Essa investigação contou com um apoio da DRF. Eles foram direto ao depósito da joalheria. Um policial percebeu e foi até local, é um dos bandidos, Brendon, efetuou disparos contra ele ", explicou. Segundo ele, as identificações foram possíveis através de testemunhas, imagens de câmeras de segurança e informações de inteligência. "É uma quadrilha de roubos dentro do morro da Mangueira. O produto do roubo seria passado para o tráfico da região ", disse Brenno. As armas foram passadas, segundo as investigações, pelo próprio Dedé aos que atuaram no crime. A Divisão de Homicídios pediu para quem tiver informações que ajudem nas investigações ligar para 2333-6393. PM morre ao tentar evitar assalto em shopping da Tijuca

BC surpreende e baixa juros para 13%, corte de 0,75 pontoApós decisão do BC, Bradesco anuncia redução de jurosMeirelles diz que acordo com o RJ é viável e sai até semana que vemMinistro da Fazenda se reuniu com o governador do RJ.Juíza de SP suspende aumento de ônibus intermunicipais da EMTUMagistrada diz que motivo para reajuste 'não está detalhado'.Aposentadoria de quem ganha mais deve ter aumento acima do reajuste do salário mínimoÍndice usado para cálculo acumulou alta de 6,58%. Portaria que oficializa reajuste ainda não saiu.Trump diz pela 1ª vez que Rússia pode ter hackeado democratas17 presos mandantes de chacina no AM vão para presídios federaisAção popular pede fim do contrato da Umanizzare no AMNo TO, MP investiga contrato com gestora de presídioAção popular pede fim do contrato da Umanizzare no AMNo TO, MP investiga contrato com gestora de presídioApós revista da PM, presos usam celulares no RecifeAntes, Choque entrou na unidade para conter tumulto.Presos bebem água de privada onde houve massacre no AMDetentos vivem sob ameaças e têm sinal de celular.Após chamar chacina de acidente, Temer fala em 'matança' Rio de JaneiroBom Dia Riorio grande do nortecacoal e zona da matario de janeirorio de janeiro e regiãosão carlos e araraquaravale do paraíba e regiãorio grande do sul

Fonte: Globo.com

Comentários