Tillerson compara construção de ilhas chinesas no mar do Sul da China à questão da Crimeia

"Isto é tomar território que outros reivindicam. Eles estão tomando o controle de territórios que não são legitimamente da China", disse ele.

Chancelaria chinesa: ações dos EUA no mar do Sul da China ameaçam a soberania do paísEm sabatina no Senado norte-americano, Rex Tillerson, indicado por Trump à vaga de secretário de Estado (equivalente ao nosso ministro das Relações Exteriores), disse que é preciso enviar um "sinal claro" para a China de que a construção das ilhas artificiais deve parar e que o acesso a elas "não será permitido".

Além disso, ele afirmou ainda que seu país precisa “reafirmar” seus compromissos com Taiwan, mas admitiu que não conhece nenhum plano para alterar a política de “uma só China” defendida por Pequim.

Em 11 de dezembro de 2016, Trump disse que não vincularia sua gestão à política de "uma só China", referindo-se às relações dos EUA com a ilha autogovernada de Taiwan.

Fonte: Sputnik Brasil

Comentários