Por uso de sinalizadores, STJD pune Corinthians com interdição de setor da Arena

Corinthians foi punido por uso de sinalizadores

O Corinthians foi punido pelo STJD e terá de jogar com o setor norte de sua Arena interditado por uma partida. Nesta quarta-feira, o tribunal julgou o clube pelo uso de sinalizadores no clássico contra o São Paulo, no último dia 11 de junho.

A decisão ainda cabe recurso por parte da equipe paulista, que pode pedir efeito suspensivo para não cumprir a pena já neste domingo, quando recebe o Botafogo pelo Campeonato Brasileiro.

Titular em derrotas, Moisés tem chance de se provar na Colômbia

Conmebol estende prazo para trocas na Libertadores e na Copa Sul-Americana

Além da interdição do setor, o Corinthians também foi punido com multa de R$ 10 mil.

Na súmula do “clássico majestoso”, o árbitro Ricardo Marques Ribeiro escreveu que foram usados sinalizadores em dois momentos distintos do evento: antes do início da partida e no intervalo, sem causar atraso ao decorrer do jogo.

Citadini surge como primeiro candidato à presidência do Corinthians em 2018; Nicola conta suas propostas

O clube foi denunciado no artigo 213 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, por “deixar de prevenir e reprimir desordens”. O relator do processo, Vanderson Maçullo, ressaltou que o Corinthians é reincidente na questão e que somente as multas não vinham surtindo efeito.

Hofman analisa escalação do Corinthians com quatro mudanças para o jogo contra os Patriotas

Já o advogado alvinegro defendeu, sem sucesso, que o o time executou tudo aquilo que poderia ter feito. “Não houve nenhum prejuízo e o que o clube podia fazer era solicitar policiais e pagar esses policiais. A polícia militar informou que não consegue fazer a revista minuciosa. Não há como negar o fato, mas não trouxe nenhuma consequência. Não ocasionou a paralisação do jogo. O clube já está trabalhando e nos últimos três jogos não tivemos problemas. Estamos projetando a instalação de hidrantes para serem acionados assim que os sinalizadores forem acesos”, afirmou João Zanforlin.

Fonte: ESPN.com.br

Comentários