empresários de TI pressionam para reduzir direitos em São Paulo

Além da proposta de reajuste salarial abaixo da inflação, os patrões rejeitaram todas as demais demandas feitas pela categoria, o que inclui redução da jornada de trabalho de 40 horas para 30 horas semanais, pagamento de vale-alimentação, custeio integral do plano médico, ampliação no valor das horas extras, entre outros pedidos.

Fora da curva

A proposta da Comissão de Negociação do Seprosp contrasta com o comportamento do setor de TI. Apesar do cenário nacional de instabilidade econômica, o segmento de TI é um dos que se mantêm mais ativos no País. Dados da última pesquisa mensal de serviços, divulgados pelo IBGE em dezembro, mostraram que até outubro o segmento de TI registrou crescimento tanto no volume de negócios quanto na receita nominal.

"Em um cenário de retração das atividades de prestação de serviços, o segmento de serviços de tecnologia da informação vem se destacando por se contrapor a esses resultados, apresentando crescimentos contínuos a partir do mês de abril de 2016, o que ressalta sua característica de segmento dinâmico, com a geração de serviços de elevado valor agregado", ressaltou o relatório do IBGE.

Queda de braçoConfira abaixo as principais demandas do Sindpd-SP e as propostas do patronal:

Fonte: IT Forum 365

Comentários