Região do Sol na Via Láctea favorece a vida, dizem astrônomos da USP

Política de Privacidade

Galileu

Assine Já

“Os cientistas têm por certo que, ao atravessar um braço principal, o sistema planetário sofre interações de supernovas e do gás, o que resultaria em um evento catastrófico capaz de destruir o Sistema Solar e, principalmente, a vida”, explica o astrônomo Ronaldo Vieira, co-autor do estudo que foi aceito para publicação no prestigioso The Astrophysical Journal.Dados do artigo estabeleceram com precisão movimento e posição do Sol (em azul) na Via Láctea (Foto: reprodução)O mais intrigante é que, segundo Vieira, é esperado que em cada uma das quatro regiões “entrebraços” da Via Láctea haja uma região com as mesmas características do Braço Local. Será que outras formas de vida deram a mesma sorte que nós, de se desenvolver em um cantinho blindado contra a violência cósmica?

Fonte: Galileu

Comentários