Administrador foi morto por conhecer um dos assaltantes em Timon, diz preso

A investigação do crime está a cargo da Delegacia do Menor Infrator em Timon. O delegado informou ainda que a vítima foi escolhida por acaso, nada foi planejado para o assalto e homicídio de Marco. No momento que eles estavam com a vítima foi que decidiram fazer o assalto.

Marco foi morto por “golpes de gravata” e perfuração de ferro no pescoço. Os assaltantes levaram da vítima um anel de formatura e R$ 50. A morte do administrador ocorreu no mesmo dia em que ele desapareceu, no dia 04 de junho deste ano. O corpo só foi encontrado oito dias depois ao lado do carro da vítima, que estava carbonizado. A família chegou a oferecer recompensa em busca por notícias do rapaz.

“A investigação ainda está em andamento. As prisões de Ricardo e do adolescente são primordiais para finalizar a investigação, já que ainda não se sabe se foram eles ou não que atearam fogo no veículo”, disse o delegado.

O preso confessou a participação no assassinato, mas negou que tenham ateado fogo no veiculo. “Paizin” foi preso escondido em um quintal no bairro Cidade Nova em Timon (MA) , ontem (18). Ele tem 19 anos.

Fonte: Cidadeverde.com

Comentários