Lucão é multado por declaração e treina à espera de negociação no São Paulo

Por Marcelo Hazan, São Paulo – GloboEsporte.Com

Lucão foi multado em 20% do salário pela declaração dada após a derrota por 2 a 1 do São Paulo para o Atlético-MG, no dia 18 de junho.

O zagueiro também não treina com o grupo de jogadores no gramado do CT da Barra Funda por uma escolha do técnico Rogério Ceni, que trabalha no campo movimentos com atletas que poderão jogar as partidas.

A opção do comandante tem uma razão lógica: a diretoria do Tricolor não quer que Lucão seja escalado e atue pela sétima vez no Brasileirão, pois dessa maneira não poderia mais defender outro clube da Série A. Lucão não está afastado, segundo dirigentes do clube, mas só trabalha na academia do Reffis.

O número 4, usado pelo jogador, foi repassado ao zagueiro Arboleda e seu ciclo no Morumbi está perto do fim. Procurado para falar sobre o fato, o clube disse que não comenta procedimentos internos.

Nesse momento, Lucão tem seis jogos pela competição nacional e o São Paulo procura uma negociação para incluir o jogador. Até agora, só houve sondagens de um clube alemão, mas nada concreto foi apresentado ao Tricolor.

A declaração que irritou a diretoria do São Paulo foi dada depois de Lucão falhar principalmente no segundo gol do Galo. O jogador disse o seguinte:

– Eles (torcida) sempre pegam muito no pé. Eu era um dos únicos que não podia errar hoje, mas fui infeliz no lance. Enquanto eu estiver aqui, eles vão sempre pegar no meu pé. Preciso saber lidar com isso e ser profissional. Mas para a alegria de muitos aí, já, já eu estou indo embora.

Na última terça-feira, ao ser questionado sobre a situação de Lucão, o diretor de futebol Vinicius Pinotti disse ter ouvido do jogador o desejo de sair.

– Se fosse para treinar separado, já estaria. Ele manifestou dentro da minha sala que gostaria de sair. Só fica no São Paulo quem tem vontade de permanecer.

Revelado em Cotia, Lucão tem 21 anos e contrato com o São Paulo até junho de 2019.

Fonte: SPNet

Comentários