Marianna Dias é eleita nova presidenta da UNE

Para nova presidenta da UNE, "é preciso restabelecer a democracia e convocar novas eleições para a presidência"

São Paulo – A estudante de pedagogia da Universidade do Estado da Bahia (Uneb) Marianna Dias, 25, foi eleita a nova presidenta da União Nacional dos Estudantes (UNE) neste domingo (18) durante a plenária final do 55º Congresso da entidade realizado Ginásio Mineirinho, em Belo Horizonte. A chapa Frente Brasil Popular: A Unidade é a Bandeira da Esperança dos votos, escolhida por .

O evento, segundo a UNE, reuniu mais de 15 mil estudantes de todo o país. Em segundo lugar, a chapa Fora Temer, Rumo à Greve Geral Contra as Reformas foi escolhida por 14,33%, seguida pelas chapas Vem Que a UNE É Nossa (3,09%), Fora Temer, Eleições Gerais Já. Mutirão na UNEJ (1,77%) e, em último lugar, Reconquistar a UNE: Por Nenhum Direto a Menos, Fora Temer, Diretas Já! (

Segundo a nova presidenta, que fica à frente da entidade pelos próximos dois anos, a prioridade, nesse momento, é a realização de eleições diretas para substituir o presidente Michel Temer (PMDB-SP) e combater as reformas trabalhista e da Previdência, principais bandeiras do atual governo. "É preciso restabelecer a democracia e convocar novas eleições para a presidência da República, para que a gente possa, de fato, mudar tudo o que a gente tem visto."

Como uma das primeiras ações políticas do novo mandato, a UNEgreve geral marcada para o próximo dia 30, juntamente com as centrais sindicais e demais movimentos sociais, que exige a saída de Temer e a convocação de eleições diretas já.

Marianna também enalteceu sua antecessora, Carina Vitral, saudou a unidade no movimento estudantil, que garantiu a sua eleição. "Ser eleita em uma chapa que teve uma unidade tão grande, fortalecida, amadurecida durante muito tempo, através da Frente Brasil Popular, me dá a certeza de que essa será uma grande gestão."

Natural de Feira de Santana (BA), e integrante da União da Juventude Socialista (UJS), Mariana Dias também presidiu a União dos Estudantes da Bahia (UEB) e também foi diretora de Relações Internacionais da UNE. Ela é a sétima mulher a liderar a UNE, e comandará as comemorações de 80 anos da entidade.

Desde a última quinta-feira (16), os estudantes participaram de 36 mesas de discussão, que ocorreram na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), para refletir sobre a realidade nacional e apontar caminhos para uma educação democrática e plural, que contemple a diversidade brasileira com respeito e oportunidade.

Compuseram as mesas figuras como Guilherme Boulos, Celso Amorim, Fernando Haddad, Jandira Feghali e Ciro Gomes, além de especialistas de diversas áreas. Sobre a conjuntura atual, que também deram destaque as ditas reformas pretendidas pelo atual governo.

Na sexta-feira (17), os estudantes também participaram do ato-evento Minas Pelas Diretas Já, que reuniu cerca de 40 mil pessoas na Praça da Estação, região central de Belo Horizonte.

Fonte: Rede Brasil Atual

Comentários